Carregando

MILANI AUTOPEÇAS

Visão Geral

A Auto Peças Milani é uma empresa tradicional do mercado caxiense, com 50 anos de existência e atua na comercialização de peças para automóveis e motocicletas. Atualmente conta com uma filial em Porto Alegre, e atende a outras regiões do país.

Desafio

Percebendo uma tendência de informatização dos modelos de negócios tradicionais, bem como pelo avanço do comércio eletrônico e baixas barreias de entrada de novos players, a Milani resolveu não ficar parada. Vendo que outras empresas já estavam estabelecidas na internet, ainda que sem as mesmas qualidades de: produto; potencial de entrega; e suporte técnico; o problema a ser resolvido foi, de que forma posicionar uma loja física tradicional conhecida pela qualidade nos atributos acima mencionados e pelo atendimento presencial, em uma loja virtual que comunicasse a mesma qualidade levando os produtos e experiência virtual da Milani para o maior número de pessoas possíveis.

Solução

Considerando o desafio proposto, a BF2 precisaria desenvolver um projeto de e-commerce que pudesse funcionar independentemente do modelo de negócio físico, ou seja, precisaria contemplar uma experiência de usabilidade de usuário que facilitasse a aquisição, e que o gerenciamento de clientes e pedidos e estoques estivesse em um formato de ágil e eficaz.

 

Para tanto, o projeto foi precisaria comunicar uma empresa sólida no mercado local passando credibilidade, e ao mesmo tempo arrojada para expandir sua fronteira comercial para outros consumidores de todo o país, destacando os produtos nos quais a empresa se diferencia e tem potencial competitivo.

Os produtos da empresa foram divididos em 3 grandes categorias para atender a 3 públicos-alvo diferentes: Competição, Peças e Para Você.

 

Assim, qualquer apaixonado por moto que procura qualidade e segurança em suas compras conseguirá criar empatia facilmente com a loja da Milani. Também foi idealizado um acesso diferenciado aos principais parceiros/fornecedores da Milani, onde ficam catalogados todos os produtos fornecidos por cada um, fortificando a parceria e levando ainda mais credibilidade ao consumidor.

Outro fator preponderante ao sucesso do projeto é a integração entre a loja virtual e o sistema de gestão ERP, o que possibilita um controle de estoque e de prazo de entrega bastante rígido e eficiente. Além disso, o controle sobre o catálogo de produtos, como atualização de valor, descontinuidade de peças e mudança de características, fica muito mais eficiente e fácil de manter organizado com todas as plataformas integradas e com as informações sendo centralizadas.

 

A partir da integração, a gerência de e-commerce da Milani trabalhou fortemente na complementação das informações dos produtos para venda, melhorando o posicionamento nos motores de busca (Google, Yahoo, Bing, etc).

O acesso para pessoas com menor disponibilidade de tempo no uso de computadores foi contemplado no projeto a partir da adaptação do projeto para dispositivos móveis, tendo em vista o impacto atual dos celulares e tablets no processo de compra pela web (m-consumers). A antecipação da tendência foi contemplada no projeto para deixa-lo preparado para novo modelo de compra web.

Resultado

O projeto foi implantado em dezembro de 2014. Desde então, há um crescimento contínuo nos acessos a loja. A Milani possuía, em média, 4 acessos diários ao site. Atualmente, sem campanhas pagas, o número médio de acessos/visitas diárias gira em torno de 90. Podem-se avaliar estes números no gráfico abaixo.

 

O modelo de projeto adaptado para dispositivos móveis se mostrou eficiente uma vez que 43,5% dos acessos a loja virtual são provenientes deste tipo de equipamento conforme imagem abaixo. Os próximos passos são integrar a loja virtual com diferentes canais de venda, como Mercado Livre e Buscapé, para alcançar ainda mais pessoas na web.

Para Milani atualmente o e-commerce está deixando de ser apenas um canal adicional de vendas, e se tornando um modelo de negócio com colaboradores e com modelo idependente de gerenciamento. Os números da operação refletem o sucesso do projeto, cuja receita evoluiu 1700% entre o mês de maio (inicio do projeto) e mês de dezembro de 2015. Atualmente um total de 385 clientes já compraram da loja, média mensal de 48 compras mês, com tícket médio de R$ 205,00. Abaixo segue uma demonstração gráfica da evolução do faturamento da empresa.

 

Solicite uma visita!

CONVERSE COM A GENTE SOBRE SUAS IDEIAS E PROJETOS